No Réveillon, muitas pessoas acendem velas na praia na esperança de ter seus desejos atendidos. O hábito de utilizar velas nas comemorações de dezembro é herança da colonização portuguesa, com forte influência religiosa.

A partir do estudo que desenvolvemos, descobrimos que essa é uma das superstições preferidas dos paulistas, ganhando até mesmo de “beber champagne” e “tomar banho de arruda”.